Segmentação de Clientes: 5 Dicas Para Definir Seu Cliente Perfeito

segmentação de clientes

 

Está sofrendo para atrair novos clientes e fechar mais vendas? Talvez o problema não seja o que você oferece, mas sim para quem.

Dividir audiências específicas servem para potencializar todo seu impacto em relação a ela – 4 Passos Para Melhorar Seu Impacto

Pois a oferta não será feita direcionada para um grupo e sim para uma pessoa. Isso é muito mais poderoso.

A segmentação de clientes também é fundamental para a compreensão do tamanho do mercado, possíveis rentabilidades e seu potencial de crescimento.

É um meio eficiente de alinhar os objetivos da empresa, marca, produtos e serviços com a satisfação dos clientes e criar uma vantagem competitiva em sua área de atuação.

Vou lhe dar um breve exemplo, para que fique claro na prática a força que a segmentação de clientes possui.

Todos com mais de 20 anos lembram-se da mercearia perto da sua casa.

O dono dela lembrava exatamente o que cada pessoa que frequentava seu estabelecimento gostava, sempre que recebia algo que você gostava ele te chamava, para avisar que “aquele ingrediente” chegou e ele o guardou.

Com o tempo, essa mercearia cresceu e virou um grande supermercado e por muito tempo esse “toque de Midas” deixou de existir.

Para nossa sorte, a tecnologia evoluiu e conseguimos hoje crescer sem perder totalmente essa essência que diferenciava tanto o atendimento.

Essa sistemática se chama Relacionamento com o Cliente.

Quando falamos disso, logo imaginamos grandes investimentos, mas relacionamento é mais que um sistema, uma “robótica”, é entender a fundo o que aquela pessoa quer.

Dentro da Inteligência Comercial, a atividade mais importante para a interação é a Segmentação de Clientes.

Grandes empresas, como a Apple, investem pesado para criar um sistema de segmentação que consideram praticamente tudo.

Consumo, margem, tempo de vida do cliente, adimplência, etc…

Separamos neste artigo 5 Dicas para você fazer isso sem altos investimentos, focando em grande parte desses itens para criar um sistema de segmentação que lhe permite pautar esse contato com o cliente.

Antes das dicas, vai uma palhinha de um exemplo prático…

A frequência de compra e tipo de compra, pode criar um bom sistema para vários tipos de negócios.

Já o tipo de compra, a separação em Promocional, Normal e Lançamento, por exemplo, engloba situações que envolvem a maioria dos negócios que conhecemos.

Na promoção, geralmente é onde temos uma margem menor, o lançamento é para os clientes que valorizam serem os primeiros, portando o preço é maior e a margem idem.

Colocando seus clientes em uma base assim, já conseguimos saber o que eles compram, e quando compram, e assim criar ações de interesse do cliente e chama-los para a ação, e, mais vendas.

Se está gostando, continue lendo que a seguir vão as 5 Dicas Para Segmentação de Cliente Ideal:

Entenda O Que é Persona – segmentação de clientes avançada

segmentação de clientes

Persona é a representação fictícia do seu cliente ideal.

Ela é baseada em dados reais sobre comportamento e características dos seus clientes, assim como uma criação de suas histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações.

Uma boa definição de persona passa justamente pelo contato com o seu público-alvo, de modo que uma rápida análise você possa identificar características comuns entre os potenciais compradores.

Se você possui uma base de clientes, esse será o lugar perfeito para começar suas investigações.

Mesmo que você tenha perfis diferentes de pessoas ou empresas que consumiram seu produto, alguns deles tendem a exemplificar a sua persona.

Uma dica importante é focar tanto em clientes satisfeitos quanto insatisfeitos.

Em ambos os casos, você certamente aprenderá algo sobre a percepção do seu produto e quais desafios seus clientes estão encarando.

Realizando assim, uma boa segmentação de clientes.

Diferencie Sua Persona de Seu Público Alvo

segmentação de clientes

É comum que haver alguma confusão nos conceitos, mas uma coisa podemos afirmar com certeza: persona e público-alvo não são sinônimos.

Vamos a um exemplo prático:

  • Público-alvo: Homens e mulheres, de 24 a 30 anos, solteiros, graduados em engenharia, com renda média mensal de R$ 4.800. Pretendem aumentar sua capacitação profissional e gostam de viagens.
  • Persona: Luís Carlos tem 23 anos, é engenheiro recém-formado e autônomo. Pensa em se desenvolver profissionalmente através de um mestrado no exterior, pois adora viajar, é solteiro e sempre quis fazer um intercâmbio. Está buscando uma agência que o ajude a encontrar universidades na Europa que aceitem alunos estrangeiros.

Entendeu a diferença? Público-alvo é, de uma maneira geral, uma parcela abrangente da sociedade para quem você vende seus produtos ou serviços.

Já a persona, como falado no tópico acima, é a representação do seu cliente ideal, de forma mais humanizada e mais personalizada.

Em um primeiro momento pode até soar muito parecido. Mas faz toda a diferença pensar em uma estratégia de marketing direcionada ao Luís Carlos e não a um extenso público-alvo.

Além do mais, não é preciso limitar-se a uma única persona, caso você ache que tenha segmentado muito a fundo. É comum que os negócios tenham mais do que uma persona definida.

Porém, não exagere. Se uma persona pode limitar muito seu público, muitas personas podem fazer com que sua estratégia perca o foco.

Foque em uma segmentação de clientes bem feita de cada vez!

Defina Uma Estratégia Para Seu Perfil de Cliente

segmentação de clientes

A criação do cliente ideal é vista como um passo fundamental dentro de uma estratégia de Marketing Digital de resultados.

A criação do perfil de cliente tem como objetivo enviar a mensagem certa para as pessoas certas e, assim, obter maior chance de sucesso.

Sem uma persona definida, é possível que em alguns casos sua estratégia se perca e você acabe falando português para quem só entende grego.

Ou promovendo cortes de carnes para quem é vegetariano. Ou oferecendo seu produto destinado à classe A para a classe C. Entre outros exemplos.

Sendo assim, aqui estão informações valiosas para você extrair o máximo de sua persona em uma estratégia de segmentação de clientes para seu negócio:

  • Determinar o tipo de conteúdo que você precisa para atingir seus objetivos;
  • Entender onde os prospectos buscam suas informações e como eles querem consumi-las
  • Ajudar a desenhar suas estratégias de marketing apresentando o público que deve ser focado;
  • Definir os tópicos sobre os quais você deve escrever;
  • Definir o tom e o estilo de seu conteúdo;

 

Crie Um Checklist de Cliente Ideal

segmentação de clientes

Depois de entender o que é persona, quais suas vantagens para seu negócio e de levantar algumas informações preliminares, você precisará se orientar pelo perfil dela para realizar uma profunda segmentação de clientes.

Ou seja, deverá ser guiado pela maioria da sua audiência para responder a algumas questões que vão ajudar a definir o perfil comportamental do seu cliente segmentado:

  • Quem é o seu potencial cliente? (características físicas e psicológicas do responsável pela compra)
  • Que tipo de assunto interessaria para ele sobre o seu setor?
  • Que tipo de informações ele consome e em quais veículos?
  • Quais são seus objetivos, suas dificuldades e desafios?
  • Qual seu nível de instrução? Quais seus desafios e obstáculos?
  • Quais são as atividades mais comuns que ele realiza (tanto pessoal quanto profissionalmente)?
  • Quem influencia suas decisões?

Em poucas palavras: você precisa ter em mente o que a pessoa responsável pela compra de seu produto ou serviço busca na área de atuação de sua empresa.

Pense nos assuntos em que ele pode estar interessada, por exemplo os problemas que ela enfrenta no cotidiano relacionados ao seu setor.

Uma vez realizado esse processo, você terá uma boa quantidade de dados sólidos sobre os potenciais consumidores.

 

Alinhe Esse Cliente Com Uma Oferta Irresistível

segmentação de clientes

Depois de uma forte segmentação de clientes, você está pronto para se comunicar da maneira mais adequada com seus potenciais clientes.

O próximo passo é criar uma estratégia de relacionamento baseada na jornada de compra dessas pessoas.

Você pode criar conteúdos baseados na jornada de compra da sua persona e em seguida usar essa jornada de compra para fazer um planejamento de automação de marketing e realizar uma Oferta Irresistível.

Para ajudá-lo a realizar todo esse processo de criação de oferta, escrevi esse artigo pra você.

Um passo-a-passo para você definir uma oferta e conhecer de forma rápida e fácil os caminhos que seus clientes seguem até estarem prontos para comprar seu produto ou serviço.

 

Quais as suas observações sobre uma boa Segmentação de Clientes?

Comenta abaixo e compartilhe com a gente! 🙂

2 comentários em “Segmentação de Clientes: 5 Dicas Para Definir Seu Cliente Perfeito

  1. Ficou alguma dúvida de como colocar em prática essas dicas?
    Me mande uma mensagem aqui.
    Terei o maior prazer em ajudar!

Comentários fechados.